quarta-feira, dezembro 28, 2005

A Consulta

A minha primeira experiência na Maternidade foi positiva.
Cheguei, fui abrir o meu processo, tirei a senha, fui a casa de banho e dez minutos depois fui chamada para fazer o Ctg.

O Ctg :
Ora, "fazer o Ctg" significa ficar meia hora sentada numa cadeira com uns sensores na barriga (parecemos umas cobaias!) que detectam o batimento cardíaco do bebé e as contracções. O aparelho vai emitindo o som dos batimentos cardíacos do bebé, o que é bom, porque nunca tinha ouvido durante tanto tempo! Eu li que, em certos sítios, ficamos deitadas e que também nos dão uma espécie de comando para a mão, para carregarmos cada vez que sentirmos o bebé a mexer, mas ali não houve nada disso.
A certa altura deram-me um rebuçado de morango para estimular os movimentos do bebé... ainda tive vontade de perguntar para quê, visto que a Bia não parou um segundo, mas o rebuçado até era bom e por isso calei-me!
O Tiago não pôde entrar comigo, mas não sei porquê... Fiquei triste porque sei que ele também gosta de ouvir o coraçãozinho da Beatriz...
Cada vez que ela se mexia eu deixava de ouvir o coração dela, ou seja, em vez de "tum tum ... tum tum ... tum tum" passava a ouvir-se "crsh ... crsh ... crsh...", e sei que o Tiago também teria gostado de ouvir isso!

A "entrevista" :
Quinze minutos depois de sair da sala do Ctg fui novamente chamada, para uma outra sala, onde uma médica mediu a minha tensão (que está boa!) e me fez algumas perguntas, sobre a gravidez e sobre o Tiago e eu! Perguntou-me se eu sabia em que casos deveria vir á urgência e se conhecia os primeiros sinais do trabalho de parto. Eu disse-lhe o que sabia e ela pareceu-me satisfeita com a resposta (sou uma mamã informada!).
Assim que saí da "entrevista" fui chamada para me pesar, soube que o peso está mesmo a estabilizar e engordei meio quilo em cerca de 3 semanas.
Resolvi pôr as minhas esperanças á prova e perguntei á enfermeira se ainda faltava "alguma coisa". Ela disse que sim...

O Toque :
Nesta altura é que estive um bom bocado á espera (penso que mais de meia hora), em que aproveitei para ir novamente á casa de banho e para comer. E tive entretida a ver os filhos da cigana-que-levou-a-familia-toda-á-consulta a baterem um no outro, a cuspirem para o chão e para as cadeiras e a fazerem uma barulheira tremenda. Ela já la estava há mais tempo que eu e já começava a perder a paciência, pelo que imaginam os comentários que ela mandou para o ar!
Entretanto fui chamada. Entrei na salinha e vi que a médica tinha um ar bastante simpático e era pouco mais velha que eu! Levei os exames e ela teve a compará-los e passar todos os valores (tanto das ecografias como das análises) para uma outra ficha. Disse-me que a Beatriz estava a crescer normalmente e que a Data Provável do Parto (DPP) se calculava a partir das datas mencionadas nas ecografias e não pelo Ultimo Período Menstrual (UPM). O que faz com que eu esteja, hoje, de 37 semanas e 4 dias e não de 38, como eu pensava. Assim, passo a completar semanas ao Sábado e não á Quarta-feira.
E a DPP é dia 14 de Janeiro e não dia 11... Ainda falta mais tempo do que eu pensava...
Depois de outras tantas perguntas, mandou-me despir da cintura para baixo e deitar na marquesa... Foi nesta altura que eu, com a mania de tirar as calças sem tirar os sapatos (tenho dificuldade em calçar-me, é só por isso!), ia caíndo no chão de rabo pó ar! Mas acho que disfarçei bem, e a médica foi simpática e fingiu que não viu!
Deitei-me e ela fez-me o "exame do cotonete" (que pela primeira vez, não me doeu absolutamente nada!) e explicou-me para que servia o toque.
E pronto, "tocou-me" e realmente não é nada de mais, só faz impressão, e é a situação em si e não o acto que me deixa desconfortável...
Falei-lhe, depois, dos valores das minhas análises á Glicémia, e ela disse que como eu já tinha cortado nos doces, era nova, não era gorda e não tava com uma barriga muito grande, que não valia a pena estar a repetir os exames!

Conclusão:
O Ctg não registou nenhuma contracção, o batimento cardíaco da Beatriz está normal, e o exame do toque revelou que a Bia só nasce para o ano!

Fui entregar a caixinha com o cotonete ao laboratório, marquei a próxima consulta (dia 3 de Janeiro, próxima terça) e a enfermeira disse que dia 2 tinha de lá estar ás 8h30 em jejum para fazer análises...
Quando vinha a sair, já era quase 15h30, e estava quase na hora das visitas... a entrada da maternidade estava cheia de gente com flores, prendas ou apenas com um nervoso miudinho na cara!

Mais umas semanas e, áquela hora, estarão ali a nossa família e amigos, para finalmente conhecerem a Beatriz!

6 Comments:

Anonymous Carolina =) said...

Eu vou tar lá!! =)

Vês..a tua princesimnha vai mesmo ter o ano de 2006 para ela, como tu querias..!

Beijinhos e uma boa passagem d'ano!

quarta-feira, 28 dezembro, 2005  
Blogger a-barriga said...

:o) bjinho!

quarta-feira, 28 dezembro, 2005  
Blogger Lúcia said...

Eheheh, não quero desanimar mas a mim o primeiro toque não me doeu absolutamente nada, aliás todos quantos fiz antes de provocarem o parto foram "inofensivos", mas quando me provocaram o parto, xiiii eu até amaranhei pela cabeceira da cama/maca acima :).
Se for como a minha Beatriz, só sai forçada eheheh.
Beijinhos

quinta-feira, 29 dezembro, 2005  
Blogger Sónia Sousa said...

Os meus filhotes também nasceram na Alfredo da Costa e as consultas semanais de rotina também foram lá, a partir das 36 semanas.

Tudo vai correr bem. 1 abraço,
Sónia
Doula - www.doulasdeportugal.blogspot.com

quinta-feira, 29 dezembro, 2005  
Blogger Carina said...

Bem, antes de mais, espero que entres no novo ano com o pé direito e que corra tudo bem! Os meus CTG's foi com esse tal comando, para marcar sempre que o Diogo se mexêsse e esses exames da cotonete fui sempre eu a fazê-los, não uma médica, mas pronto, são locais diferentes!
Por mais que gostasse, não te vou visitar à maternidade, primeiro porque não nos conhecêmos pessoalmente e depois porque acho que as primeiras semanas do bebé e mamã são para a família e amigos mais chegados. Talvez depois, quando já "dominares" a Beatriz por completo (lol), a gente combine um encontro ou assim, pode ser?

Beijinhos!

quinta-feira, 29 dezembro, 2005  
Blogger Sofia Macedo said...

Ainda bem que está tudo a correr normalmente. Gostei do que li. Senti qye estás tranquila e isso é muito bom! Um Excelente 2006 para vocês.

Bjinhos,

Natacha e Sofia

sábado, 31 dezembro, 2005  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home