terça-feira, novembro 20, 2007

Olá!

Como já tinha referido aqui há uns dias, nós voltámos para ficar.

Tenho tido muitas saudades de escrever aqui, de ver os outros blogs, de partilhar experiências... Nestes dias reli o meu blog desde o primeiro post e vi como era fantástico ter tudo escrito exactamente como se passou, foi maravilhoso lembrar-me de tantos promenores, de tantos acontecimentos que (e digo isto com muita vergonha) já me havia esquecido. E a única coisa que me passa pela cabeça é que quero muito continuar.
Se antes relatava tudo o que pensava e sentia, agora para além disso ainda posso contar as aventuras diárias da Beatriz. Quero muito poder recordar tudo isto mais tarde.



Mas eu já andei aqui ás voltas na blogosfera e reparei que há muitos blogs que ou estão desactivados ou são privados. Eu adorava poder continuar a visitar todas as pessoas que acompanharam a minha gravidez e os primeiros meses da Beatriz. O meu blog (até que algo aconteça que me convença do contrário) vai ficar aberto, tal como está. E eu gostava muito de vos poder visitar a todas. Estava a pensar, as que tiverem interessadas em que eu vos visite mandem-me as vossas passwords para ana_mafalda_silva@hotmail.com. Quero retomar o contacto quase diário que tinha com todas vocês. Sabem que ainda hoje tenho a perfeita noção de que, se eu estava tão informada em relação á gravidez, ao parto e aos cuidados a ter com um bebé foi em grande parte graças a este blog, graças ás experiências que partilhámos.

Quero muito saber de todas vocês, dos vossos bebés, das que queriam tanto ter bebés muitas já os têm nos braços e eu nem sei...
Mas também quero dar novidades, quero contar (resumidamente, prometo) o que aconteceu nestes [muitos] meses em que estive fora, sem dar noticias.





Vou começar por mim, que leva menos tempo (eh eh). Bom, eu cá estou, no 2º ano da universidade, deixei uma cadeira (análise de dados) do 2º semestre mas que estou a ver que não vai ser dificil de fazer, de resto tá tudo feito e até nem correu nada mal. O Tiago e eu cá estamos, fazemos no próximo mês 5 anos de namoro. O nosso relacionamento tem altos e baixos (como qualquer outro) mas o amor que sentimos um pelo outro é mais forte que tudo o resto e continuamos mais apaixonados que nunca! De vez em quando cravamos a mãe dele para tomar conta da Beatriz e vamos dar umas voltinhas, passear, namorar... Para além de estar a estudar também tive a trabalhar como consultora imobiliaria mas agora já não estou, vou tentar um trabalho lá na faculdade já na minha área. Ia ser optimo se conseguisse, é remunerado, em part time, com isenção de horario e seria maravilhoso para o curriculum. Só é para começar em Janeiro mas em Dezembro já devo saber qualquer coisa.

Agora... a Beatriz!
Ahh peste, está terrível! Lembram-se daquele anjinho? Pois, revelou-se!
A Beatriz tem 22 meses, não seria de esperar que se portasse bem, mas também nunca pensei que fosse tão irrequieta. Já não come muito bem (a menos que sejam bolachas e queijo), já não gosta de se vestir nem de se despir, e já não gosta que eu lhe diga como fazer as coisas. É tudo á maneira dela, senão temos gritos, mordidelas, arranhadelas, socos (juro!), birras monumentais, é vê-la a mandar-se ao chão, a mandar tudo ao chão também, enfim... uma canseira. E contrariar isto tudo dá muito trabalho.

Eu acho que ela é, acima de tudo, muito nervosa. Irrita-se muito facilmente. Sai a mim, eu também sou assim, mas neste caso há a agravante de eu ter andado muito tensa nos ultimos tempos. As crianças sentem (isto sou eu a assumir que ela já não é tão bebé), e em grande parte a culpa do comportamento dela é minha, tenho perfeita noção.

Mas agora eu estou melhor (ter vindo aqui é um sinal disso mesmo), e se não noto mudanças drásticas no comportamento dela, noto-as no meu, na minha maneira de lidar com todas estas birras. Agora estou mais paciente, mais compreensiva e com total consciência de que isto é uma fase, de que vai passar (demora, mas passa!).


A Beatriz já come de tudo, e come sozinha há algum tempo. Ainda faz muita porcaria a comer mas a grande maioria da comida entra, por isso é que eu já lhe ponho a mais no prato, estou a contar com os pedaços de comida que vão para o babete, para o chão, para debaixo do rabo dela e para dentro do meu copo de sumo. Estamos em sintonia, diga-se assim!

Ainda usa fralda. Eu já ando a ver se ela de vez em quando faz no bacio (já fez algumas vezes), mas ainda não é nada muito certo. Como está frio e ela ainda nem tem 2 anos também não estou a pressionar, deixo que ela faça as coisas ao seu ritmo. Temos tempo e fraldas, por isso não há pressas.
Continua a dormir lindamente. Houve uma fase aqui há uns meses em que era terrivel adormecê-la. Eu começava a ter suores frios e a sentir um mau estar quando chegava a hora de adormecê-la. Mas isso passou. A Beatriz tem uma rotina muito bem definida e por volta das 20h30 está a dormir, ás vezes á excepções nos fins de semana mas o mais tarde que ela se deitou ultimamente foi ás 22h00, já não me lembro porquê, e ainda a luz estava acesa já ela estava a ressonar.


A Beatriz ainda dorme no berço e no meu quarto. Eu sei que a situação não é a ideal, mas quando só há um quarto disponível estas coisas não têm grande remédio. Mas eu vou pô-las de outra maneira: a Beatriz tem o quarto dela, a única coisa a mais é a minha cama que está lá num cantinho. O resto é tudo dela. O mesmo para a sala. E para a cozinha. A casa-de-banho também. Conclusão: estou hospedada na casa da minha filha e vivo no meio das coisas dela. É mais assim. Durante a semana anterior ao Natal (ou talvez até antes) vou dar um jeitinho no quarto [dela] e vai ficar giríssimo. Depois ponho aqui as fotos com o antes e depois (mesmo á Extreme Makeover). Ainda não a pus numa cama maior porque ela também ainda não tenta sair daquela, está confortável, cabe lá perfeitamente, está segura. Quando um destes 4 requisitos falhar compro-lhe uma caminha maior, até já sei qual e tudo.

Eu creio que nunca tinha referido nada aqui sobre o facto de a Beatriz andar sempre [aparentemente] constipada. Desde que entrou na creche (com 8 meses) até hoje que ela tem sempre o nariz entupido, sempre muita ranhoca, muitas otites (uma por mês, mais ou menos), ressona e tem dificuldade em respirar pelo nariz. Se de inicio eu achei que seria normal e passageiro, depois de passar o verão e de ela não ter tido qualquer melhoria achei que podia ser mais grave.

Todas as otites e bronquiolites foram devidamente tratadas, o nariz sempre a ser limpo e aspirado e muitos aerossóis o inverno todo, sem que significativas melhorias se vissem. Obviamente que falei de tudo isto com a médica da Beatriz e ela também ficou preocupada. E foi assim que no mês passado tivemos uma semana louca a ir todos os dias ao hospital para consultas e análises. Fomos á pediatra e ao otorrino, ela fez analises de sangue, de suor e radiografias. No final descobriu-se que a Beatriz não é alergica a nada (tem apenas reacções cutâneas a etiquetas e alguns tecidos) e que tinhas as adenóides aumentadas. Passo a explicar:

As adenóides são formações de tecido linfático que se situam na arte posterior do nariz e são parte fundamental do sistema de defesa do organismo, mas também são focos habituais de problemas (infecções, obstrução), como é o caso da Beatriz. No caso dela, as adenóides são um pouco maiores do que deviam e estão a obstruir-lhe as vias respiratórias (daí ela respirar mal pelo nariz), e pingam muito (daí o ranho), como estão practicamente na garganta o ranho vai directamente para os ouvidos (daí as otites) sem que eu tenha hipotese se impedir isso com a limpeza nasal, aerossóis, etc.


Conclusão, a Beatriz tem operação marcada para a primeira semana de Março e, apesar de o Tiago e eu estarmos muitos nervoso, estamos também ansiosos por vermos a nossa bebé respirar normalmente.


O médico otorrino explicou-nos como era feita a cirurgia e é bastante simples. Mas é sempre uma cirurgia, né? É pela boca, não vai ser preciso abrir nada e é com anestesia geral (o que me desagrada imenso, mas não há mesmo hipotese, não só pelo sitio em que é, mas também por ela ser uma criança). Em principio será só retirar as adenóides, mas se ela piorar (o que eu acho sinceramente que sim, ela está pior) será preciso retirar as amigdalas também. A operação ficou só para Março para dar tempo de ela crescer mais um pouco e para a recuperação coincidir já com o inicio da Primavera.

Obviamente que estou muito nervosa, claro que gostaria muito de poder evitar tudo isto, mas pior que tudo é ver que por vezes de noite ela nem consegue ter a chucha na boca de tão entupido que está o nariz, é vê-la sempre com o narizinho vermelho de tanto se assoar (ela assoa-se sozinha), é vê-la a queixar-se dos ouvidos e a escaranfuchá-los de tanta impressão que lhe faz. Ela nunca fica com falta de ar, porque respira pela boca, mas como tem sempre a boca aberta baba-se imenso e tem sempre borbulhinhas no queixo. Muitas vezes chego a por uma fralda de pano por baixo da cara dela quando está a dormir porque a baba é tanta que encharca o lençol e lhe molha a cara e o cabelo.

Por tudo isto, tenho pena que ainda falte tanto tempo para Março. Quero vê-la bem.
Eu tento, e o Tiago ajuda-me, a desdramatizar o facto de a nossa bebé ser operada pouco depois de fazer 2 anos, mas sei perfeitamente que é melhor assim, e quando chegar a altura vou ter tempo de pensar nisso. Por enquanto prefiro não imaginar nada. Ainda falta.


Bom, não quero fazer este post muito mais longo até porque depois ninguém lê.


Tenho tempo de me actualizar. Vou mesmo tentar vir cá todos os dias, ou quase todos. Como vos disse, é importante para mim relatar tudo, para mais tarde recordar cada pedacinho desta vida maravilhosa que a minha filha me trouxe.



E ela está tão linda, tão inteligente. Viram o post em baixo, com ela a assaltar o frigorifico?! Tão fofa.

6 Comments:

Blogger mamã Diana said...

Gostei de saber destas novidades todas :) Está uma malandreca, mas tão próprio da idade deles, que a vontade de mandar parar o tempo agora é uma tentação. Quanto à operação, espero que corra tudo bem (e vai correr, vais ver).

Beijos grandes!

terça-feira, 20 novembro, 2007  
Blogger Margarida said...

Ola,
adorei "actualizar-me". lol. Quanto à operação e as adnoides, a Carolina, pelo que diz o otorrino, tb tera de ser operada, mas diz ele só lá para os 4 anos. Obvio que nao me agradou a ideia, ate porque para eles isso é quase como "vou ali e ja venho". Entretanto, e depois de falar com mais mamãs, sei que uma outra soluçao é a homeopatia. Sabes quem é a mamã da Bititiz? Fala com ela, ela esta perita no assunto e parece que ajudou muito a princesa dela, evitando mesmo a operaçao. Eu sou assim como que ignorante no assunto, até porque a Carolina ainda não começou o seu inverno a serio (ela tb passa o inverno seeeeeeemmmmmmmpre doente!), mas porque nao informares te mais aprofundadamente? Se precisares de ajuda para chegar até à mãe da Bititiz manda me mail.
Jinhos p voces.
Margarida

terça-feira, 20 novembro, 2007  
Blogger Margarida said...

ah, pois...
mail: gui2882@hotmail.com
hihihi

Margarida

terça-feira, 20 novembro, 2007  
Blogger margmamy said...

Adorei ficar actualizada... a tua menina tem mais ou menos a idade da minha por isso acompanho (quando possivel) o desenvolvimento e noto que eleas crscem de uma forma veloz: já não são bébes!
Está linda parabens

quarta-feira, 21 novembro, 2007  
Blogger Nita said...

Que bom ler-te de novo! Como podes ver também "mudei" de casa.
Vais ver que a operação é 1 coisa simples! :D Cabeça para cima!

Beijinhos

quinta-feira, 22 novembro, 2007  
Blogger mims said...

Ainda bem que voltaste, já tinha saudades de vos ler :) A bia tá linda e cada vez maior, e esta idade costumam dizer é a dos terrible two por isso prepara-te lol.
Beijinhos e não nos deixes tanto tempo sem notícias :)

segunda-feira, 26 novembro, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home